História de Vegas tem tons de neon História de Vegas tem tons de neon

Com mais de 200 sinalizações em neon restauradas no Neon Museum, podemos dizer que a história está bem iluminada.

Mas, falando sério, o neon combina com Vegas assim como sereias com cassinos e anjos com torres de vinho. Há modo melhor de preservar nosso passado eletrizante do que com sinais restaurados de neon?

Escavamos algumas das melhores histórias do museu. Confira abaixo!

 

Riviera

O “the Riv” operou de abril de 1955 a maio de 2015 e foi o primeiro hotel em um prédio de vários andares na Las Vegas Boulevard. Liberace tocou na noite de inauguração e se apresentou por muitos anos no hotel e cassino. Dean Martin também fazia shows frequentemente no resort e até mesmo detinha uma parte dos negócios da propriedade.

Lady Luck

O Lady Luck Hotel & Casino foi construído em 1964 e renovado como Downtown Grand em 2013. Pouco antes de ser incorporada ao Neon Museum, a sinalização do Lady Luck apareceu no filme Férias Frustradas em Las Vegas, quando a personagem Cousin Vicki dançou em cima da sinalização em uma festa no YESCO Boneyard.

Moulin Rouge

O Moulin Rouge foi inaugurado em 1955 como o primeiro hotel e cassino em Las Vegas integrado racialmente, em uma época em que as outras propriedades do tipo nos EUA não permitiam visitantes negros. A propriedade foi capa da revista LIFE em 20 de junho daquele ano.

A mesma designer que fez a famosa placa de Welcome to Las Vegas, Betty Willis, também foi responsável pela sinalização em estilo parisiense do Moulin Rouge.

Jerry’s Nugget

Jerry's Nugget é o cassino administrado por uma família mais antigo da região. A sinalização icônica fez parte do documentário da emissora norte-americana PBS Restoration Neon, que registrou cada etapa do processo de restauração e mostrou a placa já finalizada em sua nova casa no museu.

 

Sassy Sally’s

A esquina noroeste das ruas Fremont e First foi lar de muitas diferentes propriedades nos últimos 100 anos, incluindo o Sassy Sally’s de 1980 a 1999. Originalmente, era a Las Vegas Pharmacy, que atendeu os residentes locais de 1906 a 1955. Em 1956, virou o Silver Palace, o primeiro cassino de dois andares de Las Vegas e o primeiro a contar com “escadas motoras” – também conhecidas como escadas rolantes. O cassino mudou de nome diversas vezes antes de se tornar Sassy Sally’s.

 

Binion’s

Benny Binion foi um dos sócios originais do Las Vegas Club, onde sediou um torneio de pôquer de um mês precursor do atual World Series of Poker. Após uma desavença sobre limites de aposta, Binion saiu do Las Vegas Club e comprou o El Dorado Club e o Apache Hotel, transformando-os no Horseshoe Club, que ficou conhecido depois como Binion's Horseshoe. Binion oferecia bebidas de graça para incentivar os clientes a permanecer mais tempo no cassino. Ele enviava ainda limousines para levar os apostadores ao clube e ficou famoso por aceitar qualquer aposta que era depositada na mesa – sem limites.

 

Lido de Paris

Lido de Paris foi o icônico show que apareceu pela primeira vez no dia de inauguração do resort Stardust, em 1958. Isto deu início a uma série de 32 anos que ajudou a consolidar a imagem da showgirl como o símbolo da cultura de Las Vegas. O coreógrafo Donn Arden trouxe dançarinas francesas para estrelar no show, o que ajudou a levar um pouco de Paris a Las Vegas.

 

Golden Nugget

O Golden Nugget foi construído em 1946, o que faz com que seja um dos cassinos mais antigos em Las Vegas. Dez anos após sua inauguração, o inovador designer Kermit Wayne, da Young Electric Sign Company (YESCO), envelopou a fachada dos andares superiores do Golden Nugget em neon e lâmpadas incandescentes. A forma arquitetônica foi posteriormente celebrada como “abrigo decorado” no livro Aprendendo com Las Vegas.

 

Sahara

Em 1964, o Sahara Hotel and Casino receberia os Beatles e testemunhou um acontecimento extraordinário para Las Vegas. A banda estava originalmente prevista para tocar no Sahara, mas a resposta esmagadora do público forçou os organizadores a mover o show ao Rotunda no Las Vegas Convention Center. O Sahara é atualmente o SLS Hotel & Casino Las Vegas.

 

New York New York

O New York-New York foi uma das primeiras sinalizações do museu que contava com lâmpadas especiais que se pareciam com as originais incandescentes, mas que, na realidade, são lâmpadas fluorescentes compactas moldadas em formatos únicos.

 

Desert Rose

O Desert Rose foi um dos poucos motéis da Strip que recebia animais de estimação. Havia dois caminhoneiros que sempre se hospedavam no Desert Rose – com seus chimpanzés de estimação.

 

Treasure Island Skull

O Treasure Island abriu em 1993, o mesmo ano que marcou a inauguração do MGM Grand e a demolição do icônico Dunes Hotel and Casino. Com a era mais family friendly, o Treasure Island simbolizava um ressurgimento de Las Vegas. Os visitantes eram atraídos ao resort pelas batalhas de piratas encenadas no Buccaneer Bay e uma enorme sinalização que lembra um navio pirata, com uma caveira e ossos cruzados.

Liberace

Liberace inaugurou seu museu na Tropicana Avenue em 1979. Ele o construiu para abrigar sua extravagante coleção de roupas, carros e antiguidades ornamentados com brilhantes com o objetivo de arrecadar dinheiro para um programa de bolsas para estudantes de artes performáticas e criativas. A sinalização restaurada é uma versão em neon da assinatura de Liberace, incluindo um candelabro e um piano abaixo de seu nome. A restauração esteve no documentário da PBS Restoration Neon.

 

Desde o começo do neon, as melhores histórias sempre foram histórias de Vegas. Visite o Neon Museum para mais informações sobre as sinalizações restauradas e a história de Las Vegas.